Sedeter reúne com batedores de açaí

0

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Trabalho, Emprego e Renda (Sedeter), de Marituba, reuniu representantes da cadeia produtiva do açaí, na tarde desta segunda-feira, 19, visando orientar os batedores de açaí sobre a importância e a urgência de se adequar ao decreto 326/2012 do governo estadual que normatiza a produção artesanal do açaí e da bacaba.

O titular da Sedeter, Roberto Alcântara enfatizou que o órgão tem está de portas abertas para auxiliar a categoria e o propósito da reunião, especificamente, foi  levar  orientações sobre microcrédito para que o batedor de açaí possa atender o que está exigido.  Além de representante da Vigilância Sanitária também participaram da reunião os representantes de instituições bancárias que informaram sobre suas linhas de financiamento e um representante de uma fabricante de equipamento, que hoje gira em torno de R$ 11 mil (produção de 20 latas por dia) e R$ 22 mil (produção de 60 latas por dia).

O decreto estabelece normas sobre a infraestrutura necessária para o funcionamento dos pontos de venda, que devem estar situados longe de quaisquer criações de animais domésticos, seja em área urbana ou rural.

A estrutura física deve ser construída em alvenaria, com teto de telha forrado de material resistente e de cor clara, que seja de fácil higienização. É obrigatório também existir um lavatório exclusivo para a lavagem das mãos na área de manipulação, dispondo de um sistema seguro de secagem das mãos e lixeira acionada sem contato das mãos.

Quantos aos profissionais, estes devem estar habilitados para realizar a higienização do fruto e capacitados para as etapas exigidas: branqueamento (choque térmico), bem como a higienização do local, respeitando as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e uso de quantidade certa do hipoclorito.

As medidas visam evitar doenças diversas, em especial, o Mal de Chagas.

A Sedeter em parceria com Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Agricultura, Aquicultura, Abastecimento e Pesca (Sedap), irá realizar no inicio de janeiro um curso sobre a cadeia produtiva do açaí desde a produção até a comercialização.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade