Prefeitura lança Gincana PET 2015

0

 

Já está aberta pela Prefeitura de Marituba a grande coleta da segunda Gincana Pet da cidade, realizada desde o ano passado através das secretarias de Assistência Social, Cultura, Obras, Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo, envolvendo estudantes das escolas públicas e particulares da cidade. O resultado da primeira gincana foi a coleta de mais de meio milhão de garrafas pet. Este ano a meta é ultrapassar um milhão de garrafas. O desafio foi lançado no último dia 25 e campanha segue até 25 de Dezembro, quando também serão recolhidas garrafas no evento de premiação do Natal dos Sonhos. 

É que assim como no ano passado, as garrafas recebidas durante a campanha da gincana serão utilizadas no projeto Natal dos Sonhos, com a  reciclagem das PET’s para a produção dos enfeites natalinos. Os trabalhadores foram capacitados através de oficinas para o trabalho da Fábrica de Natal, que já está em funcionamento, operada por moradores do município, que aprenderam técnicas de cortes e designer. “É um aprendizado que além de gerar renda para muitas famílias, também melhora a autoestima dos trabalhadores pelos resultados positivos desse trabalho”, explica a secretária de assistência social, Michelle Bíscaro, 

Ela ressalta a importância também de despertar a consciência ambiental dos estudantes que participam da gincana, das suas famílias e também os trabalhadores que posteriormente transformam esses matéria na Fábrica de Natal. 

Premiações 

A premiação entre os estudantes obedecerá ao critério do maior número de garrafas PET arrecadadas, na ordem abaixo: 

1ª lugar –  01 (um)  televisor de 22 polegadas 

2º lugar – 01 (um) tablete 

3º lugar –  01 (uma) bicicleta 

A escola que de modo geral, entre todas as escolas do Município, mais arrecadar, também será premiada, conforme abaixo: 

1ª lugar –  01 (um) Datashow 

2º lugar – 01 (um) notebook 

3º lugar – 01 (uma) impressora 

6 – Os prêmios serão sorteados e  entregues na noite de Natal, em 25 de dezembro de 2015.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade