Paciente morre em Marituba com suspeita de Covid-19

0

 

Um paciente internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Almir Gabriel, em Marituba, faleceu neste sábado (11). Ele estava entre os casos investigados por suspeita do novo coronavírus. O diagnóstico, porém, ainda não foi confirmado, pois o Laboratório Central do Estado (Lacen), para onde são enviados os exames para análise, demora até 5 dias para entregar o resultado.

O paciente deu entrada na UPA na noite da última quarta-feira e foi imediatamente encaminhado ao isolamento na ala destinada aos casos suspeitos. Já no dia seguinte, ele foi testado e o material coletado encaminhado ao Lacen. Como o quadro foi-se agravando, ainda tentou-se transferi-lo para um hospital de referência, mas não havia leitos disponíveis.

Os mesmos procedimentos que seriam feitos no hospital foram adotados pela equipe de saúde de Marituba. “O paciente deu entrada na UPA com síndrome respiratória aguda grave e foi imediatamente atendido e testado para o coronavírus. Infelizmente, o quadro se agravou muito rapidamente e, apesar de todos os esforços, ele veio a óbito antes mesmo da confirmação do exame”, lamentou o secretário Josué Pompeu.

Tão logo o Lacen informe o resultado do exame, a Secretaria de Saúde de Marituba vai comunicar o caso à sociedade, como fez nos três diagnósticos confirmados de Covid-19 no município.

A Sesau reforça o apelo para que a população permaneça em casa e tome as medidas de prevenção necessárias se tiver que sair, evitando aglomerações e contatos com outras pessoas, usando máscaras e não se colocando em risco de contaminação.

A Prefeitura de Marituba estruturou a rede municipal para enfrentar a pandemia. Cada unidade básica tem uma sala destinada ao atendimento dos pacientes com problemas respiratórios. Existe também uma ala na UPA equipada com respiradores e todos os meios disponíveis para atender casos mais graves. Há ainda o hospital municipal, que serve como retaguarda para atender  pacientes com suspeita da infecção por coronavírus.

Uma nova ala está sendo finalizada com mais dez leitos apenas para o atendimento de casos suspeitos da pandemia.

Todas as despesas com o funeral deste paciente que veio a óbito estão sendo custeadas pela prefeitura.

O prefeito de Marituba, Mario Filho, também lamentou o falecimento do paciente com suspeita de coronavírus e informou que já foi comprado o teste rápido para o covid-19, mas leva vinte dias para entregarem a encomenda, que é importada. Com a chegada dos testes rápidos, Marituba vai conseguir acelerar o diagnóstico, sem depender tanto do Estado, que concentra os exames no Laboratório Central.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade