CREA-PA realiza mesa redonda em parceria com Marituba, para apresentar a solução para o Lixo da RMB

0

 

 

Visando discutir e definir as estratégias sobre o estudo realizado pela Prefeitura Municipal de Marituba para solucionar os problemas do resíduo sólido da Região Metropolitana de Belém, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará (CREA-PA) promoveu na última quinta-feira (27), no auditório Eng. Laurival Bahia, uma mesa redonda para apresentar a proposta feita pelo prefeito de Marituba, Mário Bíscaro Filho.

Estiveram presentes no evento representantes de órgãos oficiais do Estado do Pará, instituições de ensino, como UFPA, Estácio Belém, além de professores, doutores e conselheiros, que puderam debater e tirar dúvidas sobre o estudo apresentado pelo prefeito Mário Filho, a reunião contou com a presença doutor em Engenharia Civil e Conselheiro do CRE-SC, Aloísio da Silva, que ministrou a palestra “Cidades Inteligentes Sustentáveis – A Integração entre planejamento urbano, mobilidade e infraestrutura”.

A proposta apresentada pelo prefeito Mário Filho tem como base a biorremediação e o uso de tecnologias que já são utilizadas em outros países, o mesmo propõe adoção de coleta seletiva de lixo, compostagem do material orgânico, gaseificação pirolítica de resíduos e o aterro sanitário e a produção de materias como: carvão, gás e combustível. O estudo vem sendo feito há cinco anos. E para solucionar os problemas do lixo da RMB, foi sugerido a formação de um consócio entre os município de Ananindeua, Belém e Marituba.

Para o com o presidente do CREA-PA, Renato Milhomem, o Pará está atrás diante de outras cidades do Brasil, e Marituba deu um passo além das demais prefeituras. “Marituba tem um prefeito que é engenheiro, isso facilitou o contato e toda essa manifestação. Hoje foi construído um piloto, algo que vai ser uma quebra de paradigma para outros municípios e eu espero que isso vá além das fronteiras do nosso estado, vai ser um exemplo para todo o Pará”, frisou.

O conselheiro do CREA-SC, Aloísio da Silva ressaltou que o uso das tecnologias contribui para melhoria de vida da população. “O projeto apresentado pela Prefeitura de Marituba trás melhorias ambientais positiva em redução de custos. O projeto é viável, funcionou bem em outros países e vai funcionar bem no estado do Pará”, finalizou.

De acordo com o prefeito de Marituba, Mário Filho, as prefeituras dos outros municípios da região metropolitana de Belém foram chamadas para debater. “Nós já estamos apresentando a solução, estamos chamando para o debate, estamos mostrando um estudo de anos e trouxemos ele pra cá, a espera das outras prefeituras se manifestarem”, relatou.

O prefeito ressaltou, ainda que chamou a atenção do CREA por que é lá que estão os técnicos preparado para esse tipo de debate. “Trouxemos o debate para o conselho, afim de que outros engenheiros participem da palestra e tirem suas dúvidas”, completou. Marituba está no aguardo dos outros municípios para firmar o consórcio e fechar com os investidores”, concluiu.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade