Cápsulas Vanessa serão instaladas na próxima semana em hospitais de Marituba

0

 

O prefeito de Marituba, Mário Filho, se reuniu com profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), para tratar do funcionamento das cápsulas Vanessa que serão instaladas na próxima semana no Hospital de Urgência e Emergência e na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas. Ao todo, a Prefeitura de Marituba adquiriu dez cápsulas de ventilação e vai confeccionar mais dez a partir dos modelos doados pelo Instituto Transire, de Manaus.

Segundo Mário Filho, as cápsulas executam um trabalho de ventilação não invasivo que faz com que pacientes com baixa saturação comecem a melhorar sem precisar serem entubados. “O modelo foi doado pelo Instituto Transire e esta semana vamos entrar nos hospitais de Marituba com este tratamento. A recuperação dos pacientes é fantástica, a elevação da saturação também é fantástica. Com isso, vamos dar um passo muito importante no combate ao coronavírus”, anunciou ele.

Além de trazer conforto aos pacientes, a tecnologia diminui os riscos de contaminação dos profissionais de saúde e a necessidade precoce de entubação. “Todo paciente acometido de Covid-19, e que tiver uma saturação abaixo de 80, fará uso dela, informou o secretário municipal de Saúde, Josué Pompeu, ao explicar que o benefício visa “garantir uma terapêutica ventilatória mais eficaz, mais rápida, menos invasiva, menos agressiva, reduzindo o tempo de hospitalização dos pacientes”.

As cabines são uma alternativa de baixo custo, montadas com canos de PVC e revestidos por uma película transparente. As cápsulas receberam o nome de Vanessa em homenagem a uma paciente que conseguiu se recuperar ao ser submetida ao método.

Marituba será o primeiro município no estado a colocar nos pacientes as cápsulas Vanessa. No total, o Instituto Transire fez a doação de 50 cápsulas de ventilação não invasiva, sendo 40 para o estado e 10 para Marituba. O carregamento chegou a Belém no dia 05 de maio, em avião do Governo no Estado que desembarcou no Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp), em Belém.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade