Atleta paraense luta pelo UFC em Dalas, no Texas.

0

 

Larissa Pacheco, 19 anos, é a primeira mulher paraense a ser oficialmente contratada pelo Ultimate Figting Championship (UFC),a maior organização de artes marciais do mundo. Campeã invicta do MMA paraense, Larissa já levou o cinturão do Jungle Figth que ocorreu no Pará em 2013, e do Jungle Figth 68, ocorrido em São Paulo, em 2014. Patrocinada pela Casa de Cultura do município de Marituba, a atleta luta na categoria peso-galo e agora está se preparando a para sua primeira luta fora do país. No próximo dia 14,  Larissa enfrentará a holandesa Germaine de Randamie, na categoria Peso Galo Feminino do UFC. A luta que acontecerá na cidade de Dallas, no Texas- USA, e será exibida ao vivo durante o 1º Exxtreme Marituba Fight, no Ginásio Poliesportivo de Marituba.

Natural de Belém do Pará, Larissa mora há 11 anos em Marituba, onde descobriu seu talento com as artes marciais e recebeu incentivo do seu atual treinador, João Bastos, para ingressar no mundo da luta. Na bagagem, Larissa carrega um cartel de 10 vitórias em 10 lutas. Agora Larissa passa a fazer parte do seleto grupo de paraenses lutadores de Mixed Martial Artes (MMA) contratados pelo UFC, que conta
com  Iarde Santos, Michel Trator dos Prazeres e Yuri Marajó Alcântara.

A história das mulheres no UFC começou em novembro de 2012, com a contratação de Americana Ronda Rousey, lutadora na categoria peso-galo do Strikeforce, organização norte americana de artes marciais.  Até então Dana White, presidente do UFC se mostrava reticente em incluir um card feminino na franquia, alegando falta de boas lutadoras para promover os combates. No Brasil a primeira contratada do grupo UFC foi a baiana Amanda Nunes, de 24 anos, também ex-Strikeforce, que tem um cartel de sete vitórias, sendo seis por nocaute ou nocaute técnico e três derrotas.

COMPARTILHAR:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade